NOVIDADES

Ep 04 // O Livro do Travesseiro, Sei Shônagon
11.02.2020

Está no ar o 4º episódio do podcast Japan House SP!


No 1º episódio de 2020, mergulhamos em um dos maiores clássicos da literatura japonesa, O Livro do Travesseiro, escrito há mais de mil anos. A autora, Sei Shônagon, trabalhava para a imperatriz Teishi em um cargo de prestígio que misturava funções como dama de companhia, relações públicas e até poeta.


CONVIDADOS

 
Lica Hashimoto, professora de Literatura Japonesa da USP e uma das cinco tradutoras de O Livro do Travesseiro.

Maria Esther Maciel, crítica literária e professora de Literatura Comparada da Universidade Federal de Minas Gerais.

Tiago Ferro, escritor vencedor do prêmio Jabuti de melhor romance em 2019. 

Gustavo Pacheco, diplomata e finalista do prêmio Jabuti na categoria Contos.

Vinicius Pires, amante da literatura japonesa e funcionário do Educativo da JHSP.

Thelma Nakae, é Nikkei e trabalha como Assistente de Marketing Digital na JHSP.





SOBRE O LIVRO
Como explicar que um livro escrito no final do século X, início do XI, por uma dama da corte a serviço de sua Imperatriz, em Quioto, numa sociedade tão diversa da nossa quanto o Japão feudal, possa tocar o leitor contemporâneo com tamanho frescor e alegria?

A resposta está no olhar extremamente aguçado de sua autora, Sei Shônagon (c. 966-1020), que conta no Ocidente com um largo número de admiradores - de Jorge Luis Borges, que traduziu parcialmente O Livro do Travesseiro para o espanhol, ao diretor inglês Peter Greenaway, que se inspirou na obra para criar o premiado filme The Pillow Book.

Com uma capacidade de produzir insights inesperados praticamente a cada página, Sei Shônagon ilumina tanto os pequenos fatos do cotidiano no Palácio Imperial, como os fenômenos da natureza, as sutis interações da vida social e a refinada trama de valores estéticos que enlaça e organiza praticamente todas as esferas da cultura.

Verdadeiro recenseamento dos costumes, práticas e mentalidades do período Heian - aquele em que se forma e sistematiza a estética propriamente japonesa -, O Livro do Travesseiro é composto por mais de trezentos textos que, lidos em sequência ou com a liberdade do acaso, compõem um inventário dos afetos, da sensibilidade e do conhecimento de uma época, filtrados pela ótica de uma escritora de talento excepcional

Fonte: Editora 34

616 p. - 16 x 23 cm
ISBN 978-85-7326-515-6
2013 - 1ª edição; 2013 - 2ª edição
Edição conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa
R$ 89,00

SOBRE A AUTORA

 
Sei Shônagon, como é conhecida hoje, recebeu tal nome enquanto atuava como servidora da Consorte Imperial Teishi, esposa principal do Imperador Ichijô (980-1011, no trono desde 986 até a morte).

Nascida por volta de 966, filha e neta de poetas renomados, é convocada no ano de 993 pelo Conselheiro-Mor Fujiwarano Michitaka para servir à Corte de sua filha, Teishi, em Quioto, então capital do Império.

Sei Shônagon inicia então, possivelmente aos 27 anos, suas atividades na Ala Feminina do Palácio Imperial, e logo começa a escrever os textos que comporão O Livro do Travesseiro, obra concluída no ano 1001. Em 1000, Teishi falece após complicações de parto, aos 24 anos, e, em 1011, morre o Imperador Ichijô.

Afastada da corte, Sei falece em Quioto, por volta do ano 1020.

[Ouça todos os episódios]

--

O Japan House SP terá novos episódios a cada 15 dias, às terças-feiras.
 
Ouça no seu tocador favorito:

--

Produção da Rádio Novelo para a Japan House SP.

Apresentação: Natasha B. Geenen e Paulo Werneck
Direção: Paula Scarpin
Edição: Paula Scarpin e Mari Romano
Produção e reportagem: Vitor Hugo Brandalise
Produção musical: Mari Romano
Finalização e mixagem: João Jabace
Identidade visual: Thiago Minoru
Coordenação digital: Kellen Moraes
Coordenação Japan House SP: Laura Braga
Gravado nos estúdios Trampolim e Tyranosom
Para falar com a equipe: ola@jhsp.com.br